Pinky-and-the-Brain

 

 

O que vamos fazer hoje a noite, Cérebro?
– O mesmo que tentamos fazer todas as noites, tentar dominar o mundo… er, planejar mais uma viagem. Não adianta, eu digo que vamos dar um freio, mas as timelines do twitter, instagram e face estão sempre a espreita. É a tentação constante do demo, do sete-pele, o mochila de criança…Enfim a semana começou assim:

Na segunda-feira um amigo compartilhou o post do Estadao da Amanda Viaja (que não conhecia e acabei gastando um tempão no blog dela), destacando os pontos 2 e 5 que falam sobre a ilusão de achar que tudo que é bom é fora do Brasil e que viajar contribui para o amadurecimento pessoal, respectivamente.  To contigo e não abro! Inclusive, e já defendi isso aqui em vários posts, cada vez fico mais surpreso (positivamente) com as viagens que faço no Brasil e ainda mais curioso para conhecer mais do nosso país. Já a questão do crescimento pessoal me fez lembrar aquela famosa citação do Amyr Klink do seu livro Mar Sem Fim:

Um homem precisa viajar. Por sua conta, não por meio de histórias, imagens, livros ou TV. Precisa viajar por si, com seus olhos e pés, para entender o que é seu. Para um dia plantar as suas próprias árvores e dar-lhes valor. Conhecer o frio para desfrutar o calor. E o oposto. Sentir a distância e o desabrigo para estar bem sob o próprio teto. Um homem precisa viajar para lugares que não conhece para quebrar essa arrogância que nos faz ver o mundo como o imaginamos, e não simplesmente como é ou pode ser. Que nos faz professores e doutores do que não vimos, quando deveríamos ser alunos, e simplesmente ir ver.

Abri o VnV e vi que havia sido divulgada a programação do Milagres Fest que fica no litoral alagoano que ainda não conheço mas estou juntando umas notas mentais pouco-a-pouco pra quem sabe já já ir visitar. E ainda havia outro post fresquinho sobre como ir de carro até o sul Bahia que é outra viagem que estou namorando há um tempão: praia do Espelho, Cumuruxatiba, Trancoso e Arraial da Ajuda. Seria uma das opções de reveillon, mas acabou perdendo força porque se tudo der certo vamos juntar um bonde mexicano.

Na terça, aleatoriamente, lembrei que estamos próximos da Oktoberfest de Blumenau. Este ano a festa acontece de 8 a 26 de outubro, portanto teriamos três possibilidades de findes pra gastar umas milhas da Azul ou Gol e finalmente conhecer a maior festa de cerveja do Brasil. E fui lá gastar um tempo fazendo simulações de aéreos. Pra quem tiver algum interesse, os aeroportos mais próximos são Navegantes (60km), Joinville (94km) e Florianópolis (144km).

Quarta-feira meu cunhado veio pedir dicas sobre Londres e Paris para a viagem dele. Aí lembrei que está quase na época da World Travel Market e que uma amigona está sempre nos convidando para conhecer sua casa. Aquela típica situação que junta a fome com a vontade de comer…parti pras simulações de voos nos expedias, kayaks etc e tal e acabei e encontrando uma tarifa interessante com stop em Amsterdam que ainda não conhecemos e  de quebra meu cunhado havia nos indicado o blog do Ducs, um brasileiro que mora lá.

O bonde de reveillon mexicano não pára no whatsapp e em plena quinta-feira o Melhores Destinos solta essa promoção de voos pra Cidade do México (mais um sonho antigo de viagem), mas não eram datas próximas ao reveillon. Em paralelo fui buscar mais infos sobre Playa del Carmen e Tulum e encontrei o tratado definitivo sobre o lugar aqui. E já consegui mais ou menos me situar sobre como/onde gostaria de ir. Inicialmente havia pensado em ir de Copa ou Avianca, mas agora que a Azul  já começou a vender passagens pros EUA talvez valha a pena pesar se dá pra combinar Florida e México nessa viagem gastando umas milhas, os voos começam com 30mil milhas o trecho – interessante…

Pra fechar a semana, na sexta tropecei num artigo, na verdade um vídeo, da Monocle a respeito da criação de fazendas urbanas. São pessoas realmente criativas no uso de espaços que aparentemente não seriam propícios para o cultivo de qualquer coisa como os subterrâneos de Londres e o terraço de prédios na Orchard Road em Cingapura. Muito legal a iniciativa :)

 

Escrito por Claudio Lemos