IMG_5175

Enfim, o Sancho

Entra ano, sai ano e a lista das dez praias mais bonitas do Brasil segue inabalável numa eterna dobradinha entre a praia do Sancho e da Baía dos Porcos ambas em Fernando de Noronha. Desde que li pela primeira vez essa lista, devidamente ilustrada com fotos daquele paraíso, a vontade de por os pés naquelas praias grudou na mente. Em algum momento da vida precisaria ir lá ver com os próprios olhos. Este ano numa votação realizada pelo tripadvisor o Sancho foi eleita a melhor praia do mundo e basta dar uma buzoiadinha na lista para ver que a competição é forte!

Só que olhando as fotos, não entendia porque o Sancho era melhor classificado que a Baía dos Porcos, bem mais fotogênica que o Sancho, sem sombra de dúvidas, mas quem vê cara, né? Não foi nem difícil decidir qual seria nossa primeira praia em Noronha: partiu Sancho!

Fomos de táxi até a entrada do PIC Sancho que é todo bonitinho e  bem-estruturado, com chuveiros, banheiros, lojinha e lanchonete. A administração é da Econoronha, empresa que pertence ao  grupo que faz a (ótima) gestão do parque em Foz do Iguaçu (aliás to devendo um post sobre as cataratas que qualquer dia sai). Achei bem bom, tudo amigável e bem sinalizado! Os ilhéus reclamam bastante porque dizem que houve uma sobretaxa e tal (dá uma olhada aqui pra entender melhor), enfim pelo que vi fiquei bem satisfeito com a estrutura que encontrei por lá. Digo a estrutura dos parques, porque na ilha de um modo geral tá bem largada. A (única) estrada não é exatamente um primor de conservação. E os ilhéus mesmo não são tão conscientes sobre a questão do lixo nas vias urbanas. Felizmente as praias continuam intocadas, dando aquela sensação – olha o clichê – de estar no paraíso!

DSC08672

DSC08670

DSC08675

Passando a entrada do PIC Sancho, há um deckzinho todo bonitinho que leva até a fenda de entrada para a praia do Sancho. Mas antes de descermos até praia, andamos um pouco mais adiante na trilha até o mirante da Baía dos Porcos aonde é impossível fazer uma foto ruim com aquele cenário.

baiadosporcos

Baía dos Porcos, impossível estragar a foto kkkk

É ou não é a praia mais fotogênica do mundo? Muitos clicks depois, voltamos para encarar a descida até o Sancho. A tal fenda com a escadinha apertada que já havia visto em diversos blogs é bem mais fácil de descer do que parece na imagem. Pelas fotos que havia visto na internet antes, parecia que era uma mega-descida complicada e tal, mas que nada…é molezinha. Bem menos apertado do que qualquer metro na hora do rush 😉

fenda

A fenda logo no início da descida pro Sancho. É bem mais fácil que parece

DSC08749

E passado esse momento inicial da fenda, chega-se uma escadaria ampla que leva até areia da praia. Nós chegamos por volta das 11h e poucas pessoas estavam por lá, aliás isso é incrível em Noronha, nunca há praias cheias. Pegamos um lugar embaixo da sombra e fomos pra água mergulhar com snorkel. Esqueci de comentar, mas lá na entrada do PIC Sancho (e também do PIC Sueste) há o serviço de aluguel de nadadeiras e snorkel. Mas como ficaríamos lá durante seis dias, o fim das contas era mais interessante comprar um kit próprio (e poder reutilizá-lo em outras viagens) do que  ficar todo dia alugando um, e isso sem falar no “nojinho” de usar o kit alugado. Acabou sendo um dos nossos melhores investimentos nessa viagem. Compramos online esses modelos de nadadeiras, snorkel e máscaras, super valeu a pena!

Tava doido pra estrear o kit de mergulho e foi justamente aí que entendi o porque da fama da Praia do Sancho. Foi um momento surreal. Estávamos na beira da praia, calçando as nadadeiras e já era possível ver um cardume enorme de peixinhos circulando a gente. A água não cobria nem os nossos joelhos e já havia uma vida marinha absurda por ali. Coloquei a máscara e abaixei para ver embaixo d’água e tinha logo na minha frente uma barracuda de bobeira descansando por ali.

barracuda

Uma barracuda de bobeira logo na beirinha

É simplesmente inacreditável! Quase não acreditei que a barracuda estava logo ali, sem nem ligar para gente. Isso tudo ali na beira da praia. Fui mais pra perto de um cardume de mini peixes que estavam próximos e tentando fazer o mínimo de interferência possível na água, parei próximo a eles e fiquei observando. Quando percebi já estava completamente cercado pelo cardume e tudo que via era uma infinidade de olhinhos nadando ao meu redor.

IMG_1315

IMG_1309

IMG_1384

Depois  resolvemos ir em direção ao canto da praia aonde haviam umas pedras, já que normalmente aonde há pedras há tambéms corais e peixes. Vimos um polvo ali a não mais de cinco metros da orla. E dezenas de outras espécies nadando por ali tranquilamente.

IMG_1335Bate perna para lá e aí: pá! Uma tartaruga! Olha mais pra frente logo vemos mais uma! Aí começa a juntar em volta um grupo que veio num ilha tour ou do barco que havia parado ali…a tartaruga nem aí, continua se alimentando na boa até que um turista joselito resolve chegar mais perto e a tartaruga dá três batidinhas de perna e despista o mala sem-alça. Já devíamos estar quase uma hora nadando por ali e então resolvemos voltar um pouco pra areia pra descansar.

IMG_1389

IMG_1392

IMG_1396

Você pára e olha em volta: aquela praia quase deserta, com caranguejos aratú se agarrando na pedra enquanto as ondas vem e vão, e pássaros descem vertiginosamente na água para caçar peixes. É um cenário sensacional! Embora a Baía dos Porcos seja mais fotogênica, o Sancho realmente fez por merecer o título de melhor praia do mundo!

DSC08677

DSC08720

DSC08757

O único senão é ter de lidar com a vontade de nunca mais sair dali!

Escrito por Claudio Lemos