Vale Nevado sem neve, bora?


Eu não poderia ser o personagem mais errado nesse post. Não gosto do frio. Não sou fã de esqui nem de patinação do gelo. E o que então fui fazer numa estação de esqui? Ainda mais fora de temporada?

A temporada do Vale Nevado normalmente vai do finalzinho junho até início de setembro, podendo sofrer em efeito elástico nesses limites para menos ou mais dias. Dias, não semanas. Portanto já sabia de antemão que em novembro não encontraria vivalma lá. Mas e neve, tem?
Olha ter até tem, mas a pergunta é vale a pena? Na minha humilde opinião, não. Para mim, cogitar uma visita até o Vale Nevado fora da tempora é um programa de índio total, agora pergunta se eu consegui convencer o resto da entourage que estava comigo e que nunca tinha visto neve na vida? Pois é então lá fomos nós, subir as quarenta curvas daquela estrada lazarenta que dá acesso até o Vale Nevado. Pra piorar a minha situação, caí na besteira de aceitar um dramim, supostamente para previnir o enjoo da estrada morro acima. Só que o resultado foi um sono mortal que me acompanhou até o final da tarde. Quando chegamos lá em cima na estação, deserta (a exceção de mais dois casais de brasileiros que possivelmente nunca viram neve antes na vida também), eu só pensava em me largar num canto, qualquer que fosse para dormir. O lado bom é que descobri o que tomar quando tiver insônia qualquer dia (ou pra finalmente conseguir dormir nesses voos noturnos pros EUA ou Europa).
O ziguezague interminável pra subir o Vale Nevado
São mais de 40 curvas assim
Olha a neve aparecendo no horizonte
As estaçao de esqui off season
ninguém nos banheiros…parece walking dead
Os teleféricos estavam desligados, só a gôndola funcionava
Mini focos de neve lá em cima
Vale Nevado fora de temporada: população 3 transeuntes
O jeito é arrumar um jeito de se divertir e espantar o sono

A montanha estava apenas com mini focos de neve, bem distante do ponto de descida da gôndola (o teleférico nem estava ligado). E o visual de lá não valia todo o esforço, mas enfim. A título de comparação vou colocar as fotos que tirei quando estive lá e vou buscar uma foto aletória na web do lugar durante a temporada. É outro mundo!

Crédito: Blog Nós No Mundo
Passamos ainda na vila aonde ficam concentrados os hotéis do Vale Nevado, que parecia um pouco menos deserto que a entrada da gôndola logo abaixo, mas não havia o que fazer ali. Descemos para almoçar em Farellones, num restaurante de um hotel possivelmente o único restaurante aberto em quilômetros, aonde fizemos uma refeição bobíssima. A comida super sem graça, sem sal e ainda por cima cara, mas se não fosse assim o programa de índio não estaria completo né?
Só na bike pra aproveitar a montanha mesmo fora de temporada
Ao menos a parte da tarde havíamos reservado um tour degustação na Vinícola Undurraga. Seria a salvação do dia…só que não
Escrito por Claudio Lemos