Um tempinho atrás uns amigos haviam me falado sobre o Vivino, um app esperto para quem curte vinhos e muito interessante para saber se você está comprando gato por lebre. O app depende de conexão com internet e funciona como um agregador de reviews a respeito da garrafa que você estiver consumindo. Funciona assim: você tira uma foto do rótulo e faz o upload.  O próprio app reconhece o rótulo e te joga a sugestão da garrafa (as vezes pode ser necessário você adequar a vinícola ou tipo de uva, mas no geral é bem certeiro). Daí você pode dar sua nota de um a cinco estrelas, dizer o preço que está pagando e em que lugar você está comprando (integrado ao foursquare).  E ainda dá para ver os reviews de quem já bebeu e permite que você monte sua rede social dentro do app também.



Como o universo de vinhos é enorme, confesso que tinha um pouco de preguiça de ficar guardando o nome da garrafa tal que bebi na ocasião xis. Mesmo porque quando entro num mercado ou empório qualquer, a oferta de rótulos é sempre muito maior do que o meu humilde conhecimento do assunto. Mas aí é que o app entra em cena, ele permite que você vá montando seu histórico de vinhos consumidos guardando infos sobre local e preço (e mais detalhes se você tiver paciência para anotar no momento). Quando saí de Bento percebi que havia sido sujeito a uma enorme quantidade de informação e provavelmente esqueceria em breve, a menos que escrever em algum lugar. Daí o post da lista de compras futuras  que não me deixa mentir. Resolvi então baixar o app antes de embarcar pra Santiago, aonde certamente iria provar alguns vinhos.

Ainda bem que fiz isso, caso contrário dificilmente lembraria qualquer uma das dez garrafas que provamos por lá. Com tudo anotado fica bem mais fácil né? Passando no freeshop na volta garanti uma garrafa do Secreto Malbec da Viu Manent que foi o vinho que mais nos chamou atenção lá em Santiago. 

 

Escrito por Claudio Lemos