Este post tá mega atrasado em relação a viagem, mas antes tarde do que nunca né?

Lá pelos idos de 2004, depois de voltar de um mochilão até Macchu Picchu, enfiei na cabeça que tinha que conhecer a Patagônia Argentina. Ushuaia, a cidade no fim do mundo havia de me receber em algum momento.

Não sei exatamente porque a idéia se fixou na minha cabeçam mas acabou ficando lá. Os anos passaram e tive a felicidade, para a minha surpresa, de viajar bastante e conhecendo vários lugares e meio que caiu a ficha de que já era mais do que hora de finalmente conhecer a Patagônia.

Eu e a Claudia decidimos passar o reveillon na Patagônia Argentina, afinal Ushuaia, a cidade mais ao sul do mundo (ou o fim do mundo como eles gostam de se vender) já era um destino mais do que certo, contudo como teríamos quase dez dias achei que cabia ainda mais paradas nessa viagem e fui buscar o que mais poderia ser combinado nesse roteiro. E foi aí que descobri o Glaciar Perito Moreno em El Calafate.

A natureza está aí, impressionando o ser humado desde que o mundo é mundo. E uma das grandes sortes que tive foi de poder comprovar parte desse cardápio natural que está espalhado pelo mundo. Já vi os Andes de cima quando visitei Santiago, estive em meio a Floresta Amazônica, vi as 357 quedas de Foz do Iguaçu, o deserto de Dubai, o lago Titicaca, a Table Moutain e cada uma dessas experiências te marca de uma maneira diferente. A gente fica tão envolvido no nosso dia-a-dia do nosso mundinho cotidiano que esquece o quão variado pode ser o planeta. A diversidade de climas/regiões é enorme. E sempre tem algo novo pra se conhecer. El Calafate portano seria minha introdução ao mundo gelado, por assim dizer.

O Glaciar Perito Moreno é simplesmente a terceira maior massa de gelo do planeta, atrás apenas da Antártida e da Groenlândia. É o tipo da coisa que só vendo pra crer mesmo. É inacreditável! Os posts do Riq e do Tony Galvez bastaram para me convencer a incluir Perito Moreno na viagem. A outra parada que decidimos fazer foi em Buenos Aires (tanto na ida quanto na volta) já que não há voos diretos saindo do Rio nem para El Calafate nem para Ushuaia. É sempre bom ter uma desculpa pra voltar a Buenos não é mesmo?

Bom sem mais delongas, no próximo post: El Cafalate!

Escrito por Claudio Lemos