Depois de quase duas horas perambulando por Angkor Wat fomos reencontrar nosso querido piloto, Mao, na saída para a última parada do dia: o pôr do sol em Phonm Bakheng, que é uma ruína no alto de um morro aonde todos os dias rola uma romaria no nascer e no cair do sol.

A muvuca esperando o pôr do sol

A subida até as ruínas de Bakheng pode ser feita a pé pela trilha em cerca de uns 10/15min ou então há um jeito muito mais legal que é no lombo do elefante. Infelizmente quando cheguei já não havia mais ingresso para as subidas no elefante naquele dia…fiquei na vontade mesmo.

Não rolou essa carona pra mim…

Já o pôr do sol em si, para te falar a verdade, já vi melhores. O sol se põe num horizonte plano a perder de vista. E só. Além do que é mó farofada lá em cima, se amofinhando nas ruínas para tentar tirar a mesma foto. Na minha humilde opinião, o pôr do sol no Arpoador dá um banho nesse aí.

Escrito por Claudio Lemos