Praça Tiradentes, o coração da cidade

Quando terminei de escrever o post anterior sobre Inhotim, confesso que achei que logo em sequência colocaria no ar o post sobre Ouro Preto, mas nem sempre as coisas acontecem com previsto né? Enfim long story short… a primeira coisa que quero dizer é: eu adoro Ouro Preto! A cidade é uma graça, com seu calçamento irregular nas ruas principais, a arquitetura baixa com casa de dois andares no máximo e aquele sobe-e-desce de ladeiras pra colocar as pernas de qualquer pessoa em forma custe o que custar.

Prepara a perna que subida é longa

Esta foi a minha a terceira visita a Ouro Preto e duvido que tenha sido a última. A diferença é que como já havia cumprido todo o turismo barroco/eclesiástico na última viagem a OP, dessa vez pude deixar isso tudo de lado para simplesmente flanar pelas ruazinhas parando para tomar uma cerveja ou cafézinho a hora que bem desse vontade.

Cafe Geraes, na Rua Direita. É cafeteria, lanchonete e ainda tem um empório dentro só de cervejas artesanais :)

 A moda das cervejas artesanais também já chegou a OP e é possível encontrar uns 3 empórios por lá com um razoável cardápio, inclusive com produção local #ficaadica

Cafeteria do Centro Cultural de OP. É cafeteria mas também oferece cervejas artesanais :)

Um barzinho bem maneiro que fui desta vez fica logo ao lado da Igreja Nsa Sra do Rosário, chamado Barroco no Barraco. Tava rolando até um jazz no sábado. Não sei se foi uma programação especial ou se acontece todo sábado. Enfim, sorte ou não, foi bem agradável.

Jazz no Barroco no Barraco

Eu não ia visitar, mas como a porta estava aberta…Igreja Matriz Nsa Sra do Pilar, considerada a segunda igreja mais rica em ouro do Brasil

E você ainda não conhece Ouro Preto?

Escrito por Claudio Lemos