Foi mal, mas desta vez não temos como indicar um hotel. A Claudia faz uma busca frenética. Pesquisou mais de 20 opções de hotel, airbnb e até página de aluguel de casa/quarto no Facebook, mas como fechamos essa viagem com menos de um mês de antecedência, achar um lugar decente virou missão impossível.

Os funcionários dos hotéis que ligamos todos comentavam que tem muita gente que faz reserva com até um ano de antecedência…enfim isso é surreal pra gente. Não sabemos nem aonde vamos passar o reveillon (ok, mentira mas só decididimos isso semana passada).

quarto grande hotel

Pelo menos tinha espaço, mas a “lista” de elogios acaba aí.

E com a cidade toda respirando o evento, a hospedagem obviamente é jogada nas alturas. Enfim, o fato é que conseguimos encontrar o último quarto disponível no Grande Hotel Blumenau que com todas as nossas forças NÃO indicamos! É um hotel velho, decadente e que provavelmente deve ficar as moscas o ano todo. Um taxista da cidade nos disse que o hotel só sobrevive por causa da Oktoberfest mesmo. O que deu mais raiva foi justamente a relação custo-benefício. Já ficamos em hotéis baratos e caros, bons e ruins, luxuosos e simples, hostels e até casa de vecinos então temos uma boa cancha pra sacar quando um estabelecimento está aproveitando aquele momento de fragilidade turística pra enfiar a faca. Achamos um comentário no foursquare que registra bem o sentimento:

"Preço de Sheraton com acomodações e serviço de hotel de rodoviária, tire da sua lista!"

“Preço de Sheraton com acomodações e serviço de hotel de rodoviária, tire da sua lista!”

A diária que pagamos condiz com o comentário acima e dava direito café da manhã incluído, mas desistimos logo no primeiro dia de tomar café lá. Era péssimo! O quarto ao menos era espaçoso, porém faça um favor a si mesmo e hospede-se em outro lugar.

Escrito por Claudio Lemos