O skyline de Cingapura iluminado

Quase um air jordan

Algo que me marcou em Cingapura foi o planejamento dos empreendimentos imobiliários. É impressionante mesmo. Deve ser o tipo de obra bem concebidas desde o primeiro rascunho de projeto. Não é raro ter (grandes) shoppings já interligados as estações de metro ou a grande complexo hoteleiro. Vamos pegar o ícone máximo atual de lá: o Marina Bay Sands.
Marina Bay Sands (inconfundível), o Art Science Museum (a direita) e a ponte Helix (a esquerda)

Aquela prancha lá em cima tem o comprimento equivalente a cinco airbus A380 enfileirados

Ainda que a construção do Marina Sands tenha sido em grande parte movida pelo grupo Sands que adminstra cassinos em Vegas e queria garantir seu quinhão também na ilha, a construção da unidade cingapuriana não foi somente mais um edifício. Na-na-ni-na-não. Resolveram simplesmente edificar algo que transformou o skyline da cidade e que motivou a curiosidade de vários turistas (como eu aqui ó) para conhecer a cidade. 

Mais uma das milhões de fotos que tirei  do prédio

E agora por dentro do Marina Bay Sands…

… e mais um pouquinho

O complexo Marina Bay Sands, que tem sua inspiração num baralho de cartas sendo embaralhado, é composto:
–  por três torres hoteleiras interligadas por uma plataforma no topo delas que conta com uma piscina de fundo infinito com vista para a Marina,
– um deck observatório no topo das torres
– um skypark.
– mais de 2500 quartos (!)
– sete restaurantes de chefs famosos. Tem um italiano assinado pelo Mario Batali
– o cassino (claro!)
– um centro de convenções
– um shopping de luxo (Prada, Fendi, Luis Vitton, Salvatore Ferragamo,e etc) dentro dele.
e mais um pouquinho…

…o detalhe dos corredores

…perambulando pelo lobby


 Além disso o complexo tem ainda:
– um outro shopping center gigantesco (Marina Shoppes),
– uma estação de metrô (Marina Bay) construída para interligar essa ponta da cidade,
– uma passarela que faz conexão para o Gardens Bay the Bay,
– A Helix, uma ponte para pedestres que liga o complexo a um pavilhão de exposições a céu aberto do outro lado da marina
– E, ufa, o ArtScience Museum (lindão, que parece uma pétala de flor se abrindo).

O gigantesco casino Sands

Cara de feliz sem gastar nenhum centavo na jogatina :)

Essa era uma das áreas mais baratinhas…



E aí, tá bom pra você?
Tudo bem que esse é o mais novo e talvez o mais impressionante, mas vi em outros lugares na cidade que o planejamento dos bairros foi pensado para garantir o bem estar e a facilidade de acesso para seus moradores. Todas as estações de metrô que utilizei já tinham uma saída integrada ao menos a um shopping center.

…e continuamos andando pelo lobby

Acesso aos elevadores para os hóspedes

Um banco-design mucho loco

A recepção do hotel

E o skyline lá de cima do Marina Bay pra fechar :)

Escrito por Claudio Lemos