Por mais desagradável e inconveniente que seja passar a noite em Águas Calientes , o primeiro encontro dos seus olhos com Machu Picchu fazem qualquer sacrifício valer a pena!
Durante a montagem do roteiro dessa viagem fiz questão de não repetir o erro de 2004 quando deixei pra ver as ruínas nos arredores de Cusco depois de Machu Picchu. Foi falha de planejamento mesmo, qualquer sítio inca visto depois de MP perde a força, afinal o lugar não é considerado patrimônio mundial da UNESCO a toa né? Pois é, dessa vez a cidadela perdida seria a cereja do bolo depois de uma semana imerso na cultura inca. E vale dizer que mesmo já tendo visitado antes Machu Picchu é fenomenal! Como diz dito popular é de cair o c* da bunda!

Aguas Calientes acordando. Os primeiros aventureiros se encaminham para o ponto de ônibus

Machu Picchu abre as portas as 6h00, na madruga mesmo. E os ônibus começam a sair a partir das 5h30, em intervalos regulares. Minha dica, faça de tudo para chegar em Machu Picchu cedo, pois só assim você vai conseguir fotos que nem essa aqui embaixo:Saímos cedinho do hotel, perto de 6h30 estávamos tomando café. Compramos uns biscoitinhos e o suficiente pra improvisar um sanduíche, além é claro de água e fomos em direção a estação de ônibus pegar o busão que nos levaria até lá em cima. Como havia comprado tudo por pacote, não sei qual o valor da passagem mas é baratinho e super vale o conforto. Dá pra ir pé também, fiz isso em 2004. Saindo de Águas Calientes é uma pirambeira morro acima que demora mais ou menos 1h, numa trilha toda marcada e bem sinalizada aonde você cruza umas quinhentas vezes o trajeto ziguezague morro acima que ônibus faz em 20min com ar-condicionado :) 

Não tem jeito. Chegue cedo ou então:
 
As operadoras turísticas todas marcam os tours em grupo a partir das 9h, e aí o lugar vira a Disneylândia inca. Desconfortável em alguns pontos e sempre cheio nas fotos. Além do que o calor só aumenta a medida que a hora passa né?
Balcão Nobre

Apelidamos essa pedra aqui de Balcão Nobre

entrada de Machu Picchu

Fica logo na entrada de Machu Picchu

E tem esse visu aqui! Tá bom pra vc? 

Nós chegamos lá em cima as 7h e foi sensacional, pois como nosso grupo só sairia as 9h, tivemos duas horas com Machu Picchu ainda bem vazia para poder fazer fotos e ficar ali admirando aquela maravilha. Eu e a Claudia encontramos uma pedra que parecia ter sido esculpida em forma de cadeira. Apelidamos de balcão nobre e ficamos ali um bom tempo, só admirando o visual.
Quando chegou a hora de encontrar nosso guia e o grupo que visitaria conosco, retornamos até a entrada de Machu Picchu. Ali tem uma mini-estrutura de banheiros (pagos), chapelaria e lanchonete/restaurante com preços abusivos que mesmo assim fica lotada porque não há concorrência. Melhor levar seu lanche e deixar para comer lá embaixo em Aguas Calientes quando voltar. Aproveite a parada pra ir ao banheiro porque a caminhadinha desde o ponto de controle de turistas até a cidadela em si é distante (ainda mais quando bate o instinto fisiológico).

Por favor, vamos começar a visita :)

As 9h já tá tudo lotado: a Disney Inca começa!

Se quando chegamos às sete tava tudo tranquilo, ao retornarmos ali para encontrar nosso grupo parecia que estávamos na porta do Maracanã em dia de final. Lotado de visitantes pra tudo quanto é lado e cheio de bandeirinhas dos guias.

Pergunta se eu lembro alguma coisa das explicações a respeito dessa pedra?

Ou dessa pedra aqui?

Ou das janelas?

Mas esse visual vale tudo!

A visita guiada dura mais ou menos duas horas, percorrendo um circuito mais ou menos padrão, e é chato pois não dá pra ficar mais tempo pois sempre tem outro grupo liderado por outro guia na cola. Sei lá, ao contrário do que a Patrícia colocou o Turomaquia, acredito que a visita a Machu Picchu não precisa de guia. O visual vale muito mais do que as explicações. E acaba que no fim das contas, passado um tempo você (ou eu pelo menos) já nem lembra mais daquela massa de informação recebida na visita. Nas duas vezes em que estive lá, fiz o passeio com um grupo guiado e te falo de cadeira: Machu Picchu me marcou muito mais pelo cenário inacreditável do que pela história e cultura inca.

Para alguns pode até ser interessante fazer o tour guiado…

…mas pra mim o que vale mesmo é ficar ali relaxando e admirando esse cenário inacreditável!

Terminado o nosso tour, ainda queríamos explorar um pouco mais a cidadela e subimos em direção a umas terrazas que dão uma vista panorâmica incrível do lugar. Ali encontrei diversas llamas e até alimentei algumas delas. Elas comem umas folhas nas árvores que tem por ali mesmo e são super dóceis. Diversão garantida!


Escrito por Claudio Lemos