Vou te falar que saí de Kuala com um sentimento de que deveria ter ficado por lá mais tempo…Na fase de planejamento da viagem, lendo os relatos dos amigos-internautas (como diria o Galvão) fiquei com a impressão de que dois dias seria mais do que suficientes para visitar e acabei me planejando para ficar por apenas um dia e meio. O resultado é esse aperto no coração na hora que o táxi está te levando pro aeroporto. KL, como é chamada a cidade pelos moradores, é maneiríssima. Valia ter ficado uns três dias inteiros só nela, até mesmo para fazer as coisas com mais calma e podendo fugir daquele momento tenso entre meio-dia e três da tarde quando o sol fica ainda mais inclemente acima da sua cabeça.


Lindas: Petronas iluminadas a noite





Escrito por Claudio Lemos