Entender o sistema de trem italiano não é difícil. Os trens regionais funcionam como uma complementação do sistema de transporte da cidade e os bilhetes podem ser comprados tanto na estação de trem quanto nas diversas casas de Tabacchi espalhadas pela cidade. O preço varia em função da distância que você vai percorrer – ainda que o trem faça percurso maior que o do seu trajeto.
Conserve seu bilhete até sair do trem, pois de vez em quando aparecem fiscais para dar uma incerta nos viajantes. E aqui fica o aviso: preste  muita atenção se o seu bilhete indica ou não assento marcado. Os bilhetes sem assento marcado devem ser validados na plataforma ANTES de você embarcar no trem. Se você não validar pode acabar descobrindo, como eu, da pior maneira possível como encarecer alguns euros o valor do seu bilhete.

Na plataforma procure esta máquina amarela para validar seu bilhete

Os bilhetes com assento marcado não precisam ser validados antes. Certamente um fiscal virá durante a viagem conferir. Fique com ele a mão.

Via de regra, nas paredes das estações de trem existem timetables com todos os horários de saída/chegada dos trens daquele dia. Se estiver com planos de fazer bate-voltas no mesmo dia fique atento na hora que chegar na estação destino que horas é o último trem que irá fazer a viagem de volta.

Escrito por Claudio Lemos