Estátua vista desde o Brooklyn Bridge Park


New York é uma cidade para visitar e voltar sempre que puder. Cada ano, cada estação, de tempos em tempos que seja. É um lugar que se renova e sempre te oferece coisas novas para fazer, descobrir e visitar. Já fui lá quatro vezes e por puro desleixo acabei nunca escrevendo nada sobre a cidade aqui. Achei que já tinha muita info sobre ela na web, mas ao mesmo tempo até para ser justo com o meu blog entendi deveria também compartilhar algumas histórias minhas sobre o que vi lá também né?

 

Chegando no DUMBO de metro

Numa dessas vezes que estive lá, aproveitei uma dica que vi no VnV e fiz um “passeio” de barco pelo Brooklyn. Esse passeio está entre aspas porque na verdade é um serviço de transportes, como as barcas aqui que fazem o eixo Rio-Niterói. Chegamos ao Dumbo (uma região específica do Brooklyn, na verdade um acrônimo para Down Under the Manhattan Bridge Overpass) vindo de Manhatan pelo metrô, mas você também pode vir caminhando pela ponte do Brooklyn – embora seja mais interessante fazer o caminho na direção contrária até Manhatan que vai te aproximando do skyline de NY.

O Dumbo vem sendo revitalizado há algum tempinho já e é possível encontrar umas galerias por ali com artigos bem peculiares exclusivos. Há um parque/praça famoso dos filmes de Woody Allen que tem uma vista absurda do skyline de NY com as duas pontes (Brooklyn e Williamsburg) de cenário. Dei sorte ainda de estar no Dumbo no sábado, dia em que a deliciosa feirinha de comida Smorgasburg estava acontecendo ali.

Rolezinho pelo Dumbo
Decoração para Halloween
Ponte do Brooklyn e o carrossel
Vista da Manhatan Brigde
Mais uma da ponte do Brooklyn
Panorama do Brooklyn Bridge Park

O Smorgasburg é uma feira de comidas típicas de diversos países do mundo. Aos domingos, ela se muda para Williamsburg. Ou menos se mudava, dê uma olhada no site deles antes para ver se estará acontecendo quando estiver por lá. De qualquer fora, no sábado que fomos a Smorgasburg do Dumbo fui apresentado a um maravilhoso quitute colombiano: a arepa, uma espécie de tortilla de milho que pode ser recheada de inúmeras maneiras. Comemos ainda uns spring rolls vietnamitas e dava vontade de sair comendo tudo, mas já havíamos planejado ir a um restaurante em Williamsburg então não quis me entupir para não prejudicar o almoço. 

Barraquinha de Arepas
Comida!
Fiquei fã!

A poucos passos dali, no Brooklyn Bridge Park, partem os ferrys que navegam pelo East River fazendo paradas no Brooklyn e no Queens. Do Dumbo até Williamsburg são apenas duas paradas de distância, mas o passeio é ótimo e rende várias fotos. Na chegada ainda demos de cara com uma feira de antiguidades que rola ali todos os finais de semana (no inverno eles mudam de endereço por conta do frio). Super legal! É cheio de tranqueira que acaba sendo meio inconveniente para trazer de recuerdo, mas se morasse na cidade com certeza compraria uns badulaques pra decorar a casa. 

Os ferrys saem do pier Brooklyn Park
Visu do Pier 17 desde o Brooklyn Bridge Park
Sábado de sol!
E duas estações depois, a gente chega no Flea Market de Williamsburg


Tem vários badulaques e quinquilharias, mas fuçando dá para achar coisitas bacanas



E ainda continuamos por ali rodando em Williamsburg um bairro mais hipsterzinho do Brooklyn com várias lojas e galerias maneiras, além do melhor hamburguer que comi em NY no restaurante Juliette, vale a pena! Pertinho do Juliette também fica a Brooklyn Brewery que faz deliciosas cervas lagers e stouts. Dá pra fazer um tour degustação ou então apenas ficar tomando um cerveja ali pelo amplo salão do pub deles.

As ruaszinhas de Williamsburg
Street art
Tava tendo alguma promoção com aqueles monstros do ‘Where the Wild Things Are”
Ah, o Juliette….
Que saudade desse hamburguer!
Lojas e galerias em Williamsburg
Uma saídera no Brooklyn Brewery

 

Escrito por Claudio Lemos