Deve ser muito maneiro mesmo morar em Cingapura. Sério, é uma cidade muito bem estruturada para atender seus cidadãos. Repara só:


1) A formação étnica do país veio da mistura de chineses, indianos e malaios. Todos convivem bem e a há um respeito muito grande pelas tradições religiosas e culturais decorrentes de cada uma dessas vertentes. Esse convivío harmônico também faz com que os imigrantes de um modo geral sejam muito bem aceitos em Cingapura. Boa parte de sua população é composta por imigrantes.

Fazendo amizade com os locais :)

2) O governo tenta minimizar o uso do carro na cidade sobretaxando quem quiser ter um segundo carro, além de cobrar altos pedágios para o uso do carro nas principais areas da cidade e em horários de pico, mas ao mesmo tempo estruturou uma boa oferta de transporte público, facilitando o ir e vir dos cidadãos. Não vi trânsito pesado em nenhum momento na cidade.

Casino do Marina Bay Sands

3) A cidade tem diversas opções de lazer bem distribuídas:

–  uma cena boêmia no entorno do Boat Quay e Clarke Quay.
– Um cassino enorme no Marina Bay Sands
– Parques espalhados na cidade (Youth Olimpic Park, Gardens By the Bay, Mount Faber Park, o Jardim Botânico, etc)

Sentosa, a ilha-parque temático: ali é só lazer

– A arquitetura e o planejamento urbano da cidade foram bem projetados de modo a prover agradáveis cenários aos seus habitantes.
– Sentosa, uma parque-ilha de diversões com vários parques temáticos e opções de lazer reunidas.
– O varejo é muito bem distribuído com grandes shoppings espalhados pela cidade, facilitando o acesso as compras de todas as grandes marcas.

4) A cidade é muito limpa e super segura! Não vi mendigos em lugar nenhum e quase nenhuma sujeira no chão. Há uma certa discrição para fumantes, com lugares bem delimitados para se fumar. E a sensação de segurança é incrível. Dá tranquilamente para andar com seu smartphone, carteira aberta e laptop na mão em qualquer lugar a qualquer hora. E tudo isso sem policiamento ostensivo, pra ser sincero não lembro nem de ter visto policiais nas ruas.

Escrito por Claudio Lemos