Burj Al Arab


O único hotel sete estrelas do mundo fica em Dubai. Faz até sentido para uma cidade que gosta tanto de ostentar sua riqueza. O Burj Al Arab tem um desenho que lembra uma vela de barco e fica localizado num pequeno istmo entre duas praias, então parece mesmo que o prédio ancorou ali. 



Entrada privativa para o restaurante Al Mahara

A entrada no hotel é vedada para hóspedes e a há uma guarita de segurança que parece até guardar a entrada de uma embaixada. Eles tem aquele sistema de muro elevadiço e tudo para impedir a entrada de carros, bizarro. Ficam vários papagaios de pirata ali na entrada próximo a guarita fotografando o prédio. A única maneira de entrar no hotel para não hóspedes é fazendo uma reserva num dos sete restaurantes do hotel. Na hora da reserva eles já pegam os detalhes de cartão de crédito para caso de no-show. Já viu que a brincadeira é cara né? Se não me engano o mínimo que dá pra fazer ali é cerca de USD 60 ou 70 por pessoa na hora do chá.
Lobby do hotel com direito a show de águas

Pode acreditar: tudo que reluz ali é ouro
A reserva no restaurante dará acesso apenas ao restaurante no qual você fez a reserva e ao lobby principal do hotel, aonde é possível ver a fonte que fica fazendo um show de águas sem parar e olhando para o teto você pode avistar boa parte do interior do prédio que é vazado. Detalhe toda as cores que parecem douradas, são na verdade banhadas a ouro! É muito auspício num lugar só minha gente! 

Entrada do Al Mahara

O gigantesco aquário do Mahara
Eu e a Claudia resolvemos conhecer o restaurante Al Mahara que é especializado em frutos do mar e fica no subsolo do hotel. A decoração do restaurante remete as famosas Vinte Mil Léguas Submarinas de Júlio Verne, incluindo aí um aquário gigante com peixes, raias e tubarões. A comida é claro era incrível e saímos de lá bem mais pobres (foi a refeição mais cara que já fizemos), porém super satisfeitos com a experiência.

Bar na entrada do restaurante

Banheiro do restaurante


Escrito por Claudio Lemos