Brugges: aprovado!

Taí um bate-e-volta muito maneiro e fácil de se fazer. Fica a menos de uma hora de distância de Bruxelas de trem, Bruges é uma cidadezinha linda e super charmosa. Conhecida como a Veneza do Norte, tem canais cortando suas ruas e sua própria versão do Bateau-Mouche navegando com turistas por suas águas. Infelizmente demos o azar de pegar um dia chuvoso lá na cidade e isso meio que tirou nosso tesão de andar de barco. Na chuva, ninguem merece né?

Teve gente que mesmo na chuva se aventurou nos barquinhos
Museu de Batata Frita (!)

A estação de trem de Bruges fica logo ao pé da entrada da parte digamos histórica de Bruges, uma caminhada rápida de uns 5 a 10min a partir dali e você já está na Bruges turistica. Uma vez ali dentro, aproveite para flanar pelas ruazinhas da cidade que é uma graça. Tem lojinhas de artesanatos locais, de souvenires, uma cervejaria própria da cidade (a Brugge Zot), o museu de batata fritas (é sério isso!), algumas igrejas de trocentos anos e claro lojas de chocolate.

A praça central de Brugges

Em algum momento da sua andança você vai acabar chegando na praça principal de Bruges que é coroada pela famosa torre do campanário de Bruges daonde se pode ter uma visão panorâmica da cidade e que também preferimos não subir por conta da chuva. Na real a chuva meio que mudou o mood daquele dia, dando um tom mais melancólico mas para nossa sorte encontrarmos um barzinho incrível chamado 2be que vendia taças de Deus e outras cervas maravilhosas, além de mini porções de queijo para harmonizar na hora. Foi um alento em meio aquela garoa que insistia em cair.

Dá para subir no alto do campanário

Como a chuva meio que ditou nosso ritmo pela cidade, não lutamos contra ela. Quando houve uma trégua e o efeito da cerveja começou a diminuir, fomos buscar um lugar para almoçar. Paramos no simpático Dell Arte, onde a Claudia aproveitou para pedir um clássico da gastronomia belga: os moussels. E eu continuava na minha missão de tentar experimentar um pouco mais das cervas nacionais.

Acabou que fiquei com vontade de voltar, de preferência num dia mais ensolarado para curtir mais a cidade. Como boa parte do charme ali é andar pelas ruas, o clima é um fator importante a se considerar quando for visitar a cidade. Mas não se preocupe, mesmo se você der azar de estar lá num dia chuvoso ainda terão as cervejas para te consolar :)

Escrito por Claudio Lemos