No último dia em Joburg, sem avisar que vinha,  a chuva desabou nas ruas de Sandton, o bairro  beverly hills da cidade. Em fração de segundos o céu escureceu e raios clareavam os céus a torto e direito. O trajeto do hotel até a praça Mandela não é longo, menos de 5min a pé. Mas no meio de tanta água isso não era exatamente uma opção. Era a oportunidade perfeita para comer no restaurante do hotel, o simpático Café Maude.
Antes de comentar do prato em si, vou dividir um fato curioso com vocês: este hotel não tem frigobar no quarto. Sério! Se quiser beliscar alguma coisa ou beber algo, é preciso pedir serviço de quarto ou descer até o lobby para ir no Café Maude. Mas isso só vale antes das 23h, porque depois disso o restaurante fecha e não tem serviço de quarto. Onde já se viu isso né? Você precisa disciplinar seu estômago para se hospedar aqui. Ou então vai investir em umas idas ao mercado, que fecha as 18h como o resto das lojas do shopping.
A conveniência e a chuva decidiram que era hora de provar a cozinha do Maude. E não é que foi ótimo? Comi um escalope de carneiro marroquino com um molho curry e umas cenouras com sementes de cardamomo (eu acho, mas não garanto…). Delícia.
As próximas aventuras gastronomicas provavelmente incluem os famosos pratos da cozinha Cape Malay, mas ainda é preciso chegar em Cape Town antes. Fui.
Escrito por Claudio Lemos